IMOBINVEST marcado pela forte presença

O IMOBINVEST, salão do imobiliário que se realizou no último fim-de-semana, na Alfandega do Porto, caracterizou-se pela presença significativa das empresas de

Notícias IMOBINVEST marcado pela forte presença de empresas de mediação
18 MAI 2018 Voltar
8727244225428e.jpg

O IMOBINVEST, salão do imobiliário que se realizou no último fim-de-semana, na Alfandega do Porto, caracterizou-se pela presença significativa das empresas de mediação, que constituíram a maioria dos expositores presentes.

De acordo com a notícia publicado no Imobiliário, da Vida Económica, Francisco Bacelar, presidente da ASMIP - Associação dos Mediadores do Imobiliário de Portugal, que apoiou a sua organização - a cargo da ZEST Eventos -, considera que a sua realização “foi um êxito, provando que o formato escolhido esteve certo, uma vez que não foi atrás de multidões de visitantes em passeio de fim-de-semana, mas direcionado ao público efetivamente interessado em negócio imobiliário nas suas várias vertentes, que proporcionaram interessantes contactos às empresas presentes, na sua grande maioria de mediação, sem prejuízo das restantes que também nos deram feedbacks bastante positivos, nalguns casos entusiásticos”.

Acrescenta ainda, que “a outra parte do sucesso tem a ver com a ‘democratização’ de preços e condições de acesso, tipo chave na mão, que permitiu a muitas empresas serem expositores, e que infelizmente nunca aconteceria noutros formatos”.

José Oliveira, diretor da ZEST, destaca que “o balanço é extremamente positivo, apesar do número de visitantes ter ficado aquém do que eram os nossos objetivos”. Acrescenta, “foi um fim-de-semana em que o Porto teve inúmeros eventos e festejos, que dificultaram o acesso à Alfândega, mas é evidente que num evento de imobiliário o principal fator para o sucesso é a qualidade dos visitantes e os seus objetivos e nesse aspeto estamos muito satisfeitos para uma primeira edição”.

De acordo com os números da ZEST, “mais de 4.500 pessoas deslocaram-se ao Centro de Congressos da Alfândega com um interesse efetivo e direcionado de visitarem um evento onde podiam comprar, vender ou alugar a sua casa”.

 

Expositores satisfeitos

“O IMOBINVEST demonstrou ter sido um evento que surgiu na altura certa, tendo em consideração o momento atual, que vive o mercado imobiliário do Porto”, considera Isabel Leite, responsável da Loja RE/MAX Collection Oporto.

Igualmente foi o ‘timing’ certo, para o grupo REMAX MatosinhosPro, pois acabou por ser o momento de comunicar ao mercado a abertura, para breve, da nova aposta no mercado de luxo, a RE/MAX Collection Oporto.

“Esta comunicação foi feita em simultâneo, ao mercado de uma forma geral, mas igualmente aos nossos clientes e aos nossos pares, acabando por ser uma oportunidade para fazermos ‘networking’, tão importante na nossa atividade”, destaca Isabel Leite.

Ricardo Costa, CEO da Luximo’s Christie´s International Real Estate, destaca, em primeiro lugar, a realização de um evento desta natureza na cidade do Porto e o charme e a centralidade do local escolhido. “A Luximo´s Christie´s destacou-se neste certame com private brokers especializados em imóveis premium, alicerçados na vasta experiência da marca, tradição e inovação tecnológica, para ajudar os visitantes a encontrar as soluções imobiliárias que procuram”.

Ricardo Costa acrescenta, que para corresponder às expectativas dos nossos clientes nacionais e estrangeiros, apresentamo-nos neste evento “com propostas exclusivas de imóveis residenciais, no Porto, Norte de Portugal e Algarve, mas também com oportunidades muito aliciantes de investimentos”.

Na opinião de Hugo Santos, diretor comercial da Andre's Imobiliária, uma mediadora que nasceu em 2013 e tem uma equipa de 10 pessoas, “foram três dias fantásticos, na divulgação da Andre’s e porque conseguimos canalizar novos clientes, compradores e vendedores”. Acrescenta, “tudo correu de uma forma perfeita, tenho a sorte de ter uma equipa fantásticos a trabalhar na Andre’s”.
O objetivo, da parte da ZEST e da ASMIP, reforçar a aposta na edição de 2019 – possivelmente num altura diferente – “mas tudo vai depender das empresas”, acrescenta José Oliveira.

Fonte ASMIP

Partilhar